Bagaça | 2016

Bagaça é a faixa de abertura e dá nome ao quarto álbum de Bruno Batista. A canção, matriz de sua música desde o primeiro disco, vem renovada, leve, com melodias precisas e letras bem elaboradas. Os elementos habituais do seu trabalho continuam em evidência, mas agora também se revelam influências da música do Caribe. “Quando comecei a selecionar o repertório, percebi que nos meus primeiros discos tinha explorado pouco minhas referências maranhenses e a influência que eu tenho da música do Caribe. Minha vontade era fazer um disco mais solar, então resolvi trazer essa sonoridade para o trabalho”, comenta Bruno.
A ideia também era gravar um disco com uma sonoridade distinta e músicos que nunca haviam tocado juntos. Com Felipe Roseno (percussões e percussões eletrônicas), Meno del Picchia (baixo) e o guitarrista Rovilson Pascoal, produtor do disco, Bruno gravou todas as bases do álbum, que foram sendo coloridas pelos sopros, pelas participações de músicos como Gustavo Ruiz e Guilherme Kastrup, e pelas cordas com arranjo de João Carlos Araújo. Há também os convidados: Dandara (voz), Marcelo Jeneci (piano), Swami Jr. (violão 7 cordas) e Felipe Cordeiro, que com sua guitarra colabora pra criar a atmosfera tropical do disco.
As 11 faixas do cd são autorais, mas pela primeira vez Bruno Batista assina canções em parceria. Com Dandara, Paulo Monarco e Demétrius Lulo compôs “Caixa Preta”, com o duo maranhense Criolina, “Pra Ver Se Ela Gosta”, e com Zeca Baleiro, “Nigrinha”, o primeiro single do disco, que já está tocando em diversas rádios do país.
Pernambucano criado em São Luís e radicado em São Paulo, o cantor e compositor Bruno Batista começou a chamar a atenção da imprensa e do público em 2011, quando lançou o cd “Eu Não Sei Sofrer em Inglês”, totalmente autoral, que recebeu diversos prêmios.
Bagaça é uma produção independente, realizada com patrocínio TVN através da Lei de Incentivo à Cultura do Estado do Maranhão.